The news is by your side.

Técnicos da Vigilância Ambiental realizam capacitações de uso do novo inseticida no interior do Estado

Os profissionais são orientados na operacionalização e higienização das máquinas para uso do Cielo, assim como a sua manipulação e dosagem.

 

Até o dia 26 de junho, cerca de 40 municípios do interior do Estado receberão a visita de técnicos da Vigilância Ambiental, da Secretaria da Saúde (Sesa), para a capacitação do uso de operadores de Atomizador Costal motorizado, com o novo inseticida preconizado pelo Ministério da Saúde, o Cielo. As visitas tiveram início no último dia 19 de maio.

Durante a capacitação, os profissionais são orientados na operacionalização e higienização das máquinas para uso do Cielo, assim como a sua manipulação e dosagem; a higienização com uso do álcool isopropílico; noções sobre montagem e manutenção das bombas; sobre os horários e condições para aplicação; e técnicas de aplicação.

“Com as visitas técnicas, pretendemos orientar adequadamente os operadores de equipamentos da área de abrangência das regionais, sobre o manejo dos operadores de atomizador costal, e sobre o uso do Cielo, que passamos a utilizar no controle químico do Aedes Aegypti, no Estado”, explicou o chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Jr.

Ainda segundo Roberto Laperriere, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), as orientações estão acontecendo em áreas abertas, com atividades em campo. “Estamos adotando os procedimentos de distanciamento entre os profissionais envolvidos e seguindo os protocolos de segurança”.

Receberão as capacitações os municípios Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Ecoporanga, Jaguaré, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, São Mateus e Vila Pavão, que compõem a região Norte de Saúde; doze municípios da região Central de Saúde: Alto Rio Novo, Baixo Guandu, Colatina, Governador Lindenberg, Mantenópolis, Marilândia, Pancas, Rio Bananal, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, Sooretama e Vila Valério; e  também Itaguaçu, Itarana, Laranja da Terra, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa e São Roque do Canaã, que estão na egião Metropolitana de Saúde.

Na região sul de Saúde, o cronograma está em fase de conclusão pela equipe da Vigilância Ambiental. Além disso, os municípios da Grande Vitória, assim como os de maiores densidades do interior já participaram anteriormente das capacitações.

 

Veja aqui o 21º boletim da dengue.

 

Veja aqui o 21º boletim de zika.

 

Veja aqui o 21º boletim Chikungunya.

 

você pode gostar também
Comentários
Loading...