The news is by your side.

Servidora da Sejus é a única inspetora do Brasil a participar de congresso brasileiro sobre mulheres na polícia

ADRIANA Camponez é servidora concursada da Sejus desde 2009.

 

A servidora da Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), Adriana Camponez, é a única inspetora penitenciária do Brasil a participar do I Congresso Brasileiro sobre Mulheres na Polícia. O evento será realizado nos dias 18 e 19 de outubro, em João Pessoa, na Paraíba.

O congresso reúne mulheres da área da segurança pública de diversos estados. Adriana faz parte da Diretoria de Operações Táticas (DOT), conhecida como a tropa de elite da Sejus, responsável por ações preventivas e de intervenção nas unidades prisionais em situações de crise.

Para o evento, a servidora pretende levar toda a sua experiência e reforçar a ascensão das mulheres nas forças de segurança. “Estarei com muita honra representando a categoria de inspetoras penitenciárias do Brasil e devo isso a toda especialização que tive oportunidade de construir dentro da Sejus. As mulheres atingiram um patamar considerável em todas as agências que compõem as forças de segurança. Rompemos paradigmas e estruturas patriarcais até então inquestionáveis. As mulheres conquistaram o seu espaço pelo mérito, pelo fato de desempenharem suas funções também com maestria, de forma igualitária ao sexo masculino”, diz Adriana Camponez.

Servidora concursada da Sejus desde 2009, a inspetora não desperdiçou as oportunidades. Para participar do processo seletivo da DOT, foi necessário muito treino e preparação. “Dentro da DOT fiz dois cursos de nivelamento e o curso básico de intervenção prisional, do qual nos primeiros dias saíram 15 homens. O teste físico também demanda muito preparo. A equipe sempre ofereceu a todos o mesmo tratamento. Tive apoio e respeito de todos e isso só contribuiu para meu desempenho na tropa”, explica a inspetora.

Em fevereiro deste ano, Adriana Camponez foi convidada pela organização do evento a participar do congresso. Foi submetida a uma entrevista por telefone e a análise de currículo.

Currículo

Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Adriana também é pós-graduada em Gestão em Segurança. Na área operacional, é instrutora de armamento e tiro, participou do Curso de Operadores de Bastão Retrátil da Polícia Federal, especializada no uso de técnicas de imobilização e abordagens contra utilização de armas branca e de fogo. Também possui curso de Entradas Táticas, ministrado pela Polícia Civil do Espírito Santo, e extensão de ensino em Segurança Pública, aplicada pela Guarda Municipal de Vila Velha.

Todos os integrantes da Diretoria de Operações Táticas (DOT) da Sejus são servidores efetivos penitenciários, que após o período mínimo de dois anos de vivência nas unidades prisionais, podem se inscrever e participar do processo de formação e seleção para integrar a equipe da DOT. Esse treinamento é oferecido igualmente para homens e mulheres.

O treinamento inclui uma grade curricular extensa que abrange diversas áreas de atuação, tais como: escolta, abordagem, intervenção, trabalho em equipe, atividade física, bem como noções de sobrevivência.

você pode gostar também
Comentários
Loading...