The news is by your side.

Secretário Nacional da Pesca visita o Estado para discutir demandas do setor

Para o secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif, o Espírito Santo é exemplo de estruturação no setor.

 

O Espírito Santo apresenta enorme potencial para a pesca e aquicultura, já que tem boa disponibilidade hídrica e clima favorável. Com o objetivo de potencializar o setor no Estado, a Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) recebeu na manhã desta terça-feira (17), o secretário de aquicultura e pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif.

Participaram da reunião o secretário de Estado da Agricultura, Paulo Foletto; o superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Aureliano Nogueira; o subsecretário de Aquicultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch; o diretor-presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rura (lncaper), Antonio Machado; o diretor-técnico do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), Fabrício Fardin; o superintendente Estadual do Ibama, Diego libard, pescadores e todos os atores envolvidos no setor.

“A cadeia produtiva da pesca no Espírito Santo é um importante segmento socioeconômico. Nossa expectativa é que possamos unir esforços entre as instituições para contribuir no processo de desenvolvimento do setor. Vamos encarar os desafios e visualizar as possibilidades quanto à regularização de pescadores e entidades de representação, infraestrutura, linhas de crédito com custo adequado, ampliação de serviços de assistência técnica e extensão, além de oportunidades de estudos para jovens de comunidades pesqueiras”, disse Foletto.

Para o secretário de Aquicultura e Pesca do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Jorge Seif, o Espírito Santo é exemplo de estruturação no setor. “Fiquei imensamente feliz em ver a organização e atenção aos setores de aquicultura e pesca do Estado. Hoje estamos atuando dentro da Secretaria com foco nessas ações de desenvolvimento que sofreram desmonte com o passar dos anos. Outro ponto positivo é o Projeto Elas no Campo e na Pesca que dá visibilidade e condições para as mulheres atuarem e comercializarem seus produtos, sem dúvidas o Espírito Santo está de parabéns e no caminho certo”, afirmou.

Pescador há 40 anos e presidente do Sindicato dos Pescadores do Espírito Santo (Sindipesca), Jociel de Oliveira, avaliou como positiva a iniciativa da Seag em debater as demandas. “Precisamos de mais ações como essa, o pescador passou e ainda passa por momentos delicados, mas se todos nós nos unirmos vamos conseguir ter mais condições de trabalho e renda”, destacou.

Dados sobre a pesca no ES

O Espírito Santo tem 417 quilômetros costa, com 14 municípios litorâneos, envolvendo 43 pontos de desembarque de pescado: Conceição da Barra, Aracruz, Guarapari, Vitória, Anchieta, Piúma, Itapemirim, Marataízes e Vila Velha. Dos 55 municípios produtores, os principais são: Linhares (30%), Alegre (18%) e Domingos Martins (17%) com o valor da produção de R$ 27,7 milhões tendo a tilápia como principal produto.

você pode gostar também
Comentários
Loading...