The news is by your side.

Polícia investiga de acidente entre carros em Linhares foi intencional

As investigações que apuram as causas de um grave acidente registrado na noite do último domingo (12), na rodovia ES 248, em Linhares, que é acesso ao balneário de Pontal do Ipiranga, litoral do município, revelaram detalhes do que aconteceu antes da colisão. Seis pessoas ficaram feridas.

O acidente envolveu um veículo Onix e um Agile. De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, a mulher que conduzia o primeiro carro contou aos militares que não possui carteira de habilitação e que deixou o balneário de Pontal do Ipiranga com destino a Linhares, quando o veículo foi atingido pelo Agile na lateral esquerda.

Ainda segundo a mulher, no mesmo carro estavam mais seis pessoas, incluindo duas crianças de 6 e 9 anos de idade. Uma outra mulher que viajava nesse veículo é esposa do condutor do carro suspeito de provocar o acidente.

Acidente aconteceu na estrada que liga Linhares a Pontal do Ipiranga  e feriu seis pessoas.

Segundo a polícia, a vítima relatou aos militares que antes do grupo deixar o balneário, a mulher que estava com ela no carro teve uma discussão com o marido que teria agredido a companheira com um soco no rosto. Na sequência eles seguiram viagem e o outro veículo passou a persegui-los até provocar o acidente.

Apesar das vítimas alegarem que a colisão foi intencional, nenhum deles foi até a delegacia registrar ocorrência, pois todos os feridos ainda continuam internados. No entanto, segundo o delegado Fabrício Lucindo, o motorista do Agile pode responder por homicídio tentado.

“Nós vamos enviar os policiais para o hospital para ouvir todas as pessoas, as vítimas e os autores, ele provavelmente vai ser indiciado por homicídio tentado, porque ao jogar o carro em cima do carro da vítima, ele causou o acidente que feriu tantas pessoas”, explicou durante entrevista à TV Gazeta Norte.

De acordo com o delegado, a condutora não responderá criminalmente por dirigir sem habilitação. “É uma infração administrativa que provavelmente a polícia de trânsito deve ter aplicado algum tipo de multa para ela por dirigir sem carteira de habilitação, mas que não é uma infração criminal por ela estar socorrendo a vítima e ela não causou nenhum acidente, nenhum perigo para as pessoas que estavam no local”, ressaltou. O caso seguirá sob investigação da Polícia Civil.

O ACIDENTE
O grave acidente que feriu seis pessoas, incluindo uma criança, foi registrado na noite do último domingo (12), na rodovia de acesso ao balneário de Pontal do Ipiranga, em Linhares, no Norte do Estado. A colisão envolveu oito pessoas e dois veículos. Em apenas um dos carros estavam cinco adultos e duas crianças, de 6 e 9 anos de idade.

Os feridos foram socorridos por ambulâncias do município e pelo Corpo de Bombeiros e levados para o Hospital Geral de Linhares (HGL) e também para um hospital particular da cidade. A única criança que ficou ferida foi atendida no HGL, mas precisou ser transferida para um hospital da Grande Vitória, onde passaria por cirurgia.

De acordo com a Polícia Militar, como os condutores dos veículos ficaram feridos, não foi possível realizar o teste do bafômetro – que poderia apontar se houve consumo de bebida alcoólica por parte dos motoristas.

você pode gostar também
Comentários
Loading...