The news is by your side.

Pesquisas realizadas pelo Hemoes ganham prêmio internacional

AS PESQUISAS foram desenvolvidas pela equipe do ambulatório do Hemoes, com a coordenação da hematologista Alessandra Nunes Loureiro Prezotti.

 

O Hemocentro do Espírito Santo (Hemoes) tem desenvolvido diversas pesquisas na área de Hematologia e Hemoterapia. Para realizar esses projetos, a unidade conta com parcerias com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e hemocentros como Fundação Hemominas, Centro de Hemoterapia e Hematologia do estado do Pará (Hemopa), do Paraná (Hemepar), de Goiás (Hemogo), do Rio Grande do Sul (HEMORGS), dentre outros.

Em julho deste ano, dois trabalhos com os temas “Deficiência hereditária de proteína S em uma família com hemofilia B – Relato de Caso” e “Análise farmacocinética em pacientes com hemofilia usando WAPPS- Hemo – A experiência de um único centro” (em parceria com a Universidade de McMaster, no Canadá), foram apresentados no Congresso Internacional de Hemostasia e Trombose, realizado na cidade de Melbourne, na Austrália. Ambos foram premiados.

As pesquisas foram desenvolvidas pela equipe do ambulatório do Hemoes, com a coordenação da hematologista Alessandra Nunes Loureiro Prezotti, que esteve presente no congresso e recebeu as premiações.

De acordo com o diretor geral do Hemoes, Leonardo Tavares, os estudos promovem benefícios em especial aos pacientes. “Quem ganha com o desenvolvimento das pesquisas aqui realizadas são sempre os pacientes, pois elas contribuem com novas alternativas de tratamentos e novas terapias”, explicou.

Além disso, outros nove trabalhos enviados ao Congresso de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular (HEMO), que acontece entre os dias 6 e 9 de novembro, no Rio de Janeiro, foram aceitos.

Tavares reforça que as pesquisas são essenciais para a inovação e melhoria dos atendimentos. “O Hemoes segue com o objetivo de se tornar cada vez mais um centro de excelência, acreditando que a pesquisa é o caminho da inovação e da melhoria no atendimento ao paciente”, disse.

você pode gostar também
Comentários
Loading...