The news is by your side.

Moradora de Cariacica descobre que foi criada como filha por homem que a sequestrou

“Ele abusou de mim dos quatro aos nove anos. Quando eu fiz nove anos, um amigo do meu pai foi lá em casa e perguntou se alguma filha poderia morar na casa dele, para ajudar a cuidar dos filhos dele, brincar, e eu disse que queria ir só para fugir daqueles abusos. Morei na casa dessa família até meus 14 anos e saí porque quase sofri um abuso lá também”, lembrou.

O sonho de reencontrar a mãe

Simone sabe que a mãe Neide já não mora mais em Tanambi e que hoje teria 66 anos. Ela conta com a ajuda de uma Organização Não Governamental (ONG) para encontrá-la.

“No relato do Ministério Público que está no processo diz que minha mãe sofreu muito, que me procurou em muitas cidades. Ela era uma pessoa muito humilde, sem condições financeiras, então eu quero sim poder abraçar ela de novo”, disse.

Uma das filhas da cuidadora, que tem ajudado nas investigações junto com a mãe desde o início, contou que tem dado bastante apoio emocional a ela nesse momento.

SIMONE e a filha Gabriela moram em Cariacica.

“É chocante você saber que foi criada a vida inteira por um homem que você acreditava que era seu pai e de repente não é seu pai, que ele te sequestrou, que te tirou da sua mãe. Pra ela é horrível”, disse a filha Gabriela Elen Lopes.

O processo movido contra Pedro foi encerrado um ano depois do sequestro por decisão da Justiça. A mãe biológica de Simone tinha mais dois filhos, que ela também pretende reencontrar.

“Quando eu sumi, ela tinha apenas 22 anos, então acredito que ela tenha mais filhos até. Quero encontrar todo mundo”, finalizou.

você pode gostar também
Comentários
Loading...