Seu portal de Notícias do Norte

Junho Vermelho: uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas

O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes.

 

O mês de junho é marcado pela campanha nacional ‘Junho Vermelho’, que tem como objetivo conscientizar e incentivar a população sobre a importância de ser um doador de sangue. Com o tema “Seja Solidário Doando Vidas”, a Secretaria da Saúde (Sesa) chama atenção de como essa ação pode ser realizada de forma rápida, segura e como ela salva diversas vidas.

Uma única doação é capaz de salvar até quatro vidas, dependendo do quadro clínico do paciente. A diretora geral do Centro de Hemoterapia e Hematologia do Espírito Santo (Hemoes), Marcela Gonçalves Murad, explica que a campanha é fundamental para reforçar na sociedade esse ato de amor e solidariedade ao próximo.

“Esse é um grande incentivo e, anualmente, contribui com o aumento das doações de sangue nos hemocentros. É uma forma de sensibilizar as pessoas, além de fazer quem já doou em algum momento lembrar da importância de voltar a manter a ação periodicamente. Além disso, muitas pessoas são estimuladas a doar pela primeira vez”, destacou.

Ainda segundo a diretora, a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) prejudicou o número de doações nas unidades de coleta, afetando diretamente o estoque de sangue estadual. “Para conseguirmos atender toda a demanda diária precisamos do comparecimento de 100 a 120 doadores por dia. Atualmente esse número está na média de 60 a 70 voluntários”, disse.

Para manter a segurança dos profissionais que atuam no local e dos colaboradores, o Hemoes adotou medidas de segurança conforme normativas do Governo do Estado, como manter o distanciamento social, disponibilizar álcool 70% e o uso obrigatório de máscara.

Além disso, foi adotado o modelo de agendamento prévio e adoção da coleta externa itinerante para locais que não têm estrutura física adequada para receber o ônibus do Hemoes. Nessa modalidade, a equipe da unidade leva a cadeira do papai para realizar a doação.

 

Um gesto de amor e que salva vidas

“A doação de sangue é um gesto simples e altruísta”, a ação foi definida assim por Leandro Henrique Pereira Nascimento, bolsista coordenador de Redes e Telecom, Infraestrutura e Segurança (Nudeti-SUS) e doador regular no Hemoes. Ele relata que iniciou as doações em 2017, com o intuito de ajudar o familiar de um amigo e nunca mais deixou de realizar o ato voluntário.

“Sou doador regular e entendo que essa atitude salva muitas vidas. Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro pessoas, além disso, fica um sentimento de gratidão em poder ajudar”, apontou.

Além de fazer sua parte em solidariedade ao próximo, o coordenador incentiva amigos e familiares a seguirem o mesmo caminho. Ao todo, já levou nove pessoas para realizar a ação e pretende permanecer nesse caminho.

“Tenho em mente que quanto mais pessoas doarem, mais vidas serão salvas e isso me motiva a continuar estimulando os possíveis doadores. Geralmente eu chego no meu ciclo de amizades e familiares e comento que irei doar sangue, explico como é o processo e faço o convite para eles me acompanharem. Geralmente a maioria aceita e, assim, vou levando mais pessoas para seguir essa caminhada comigo”, ressaltou Leandro Nascimento.

 

Quem pode doar

Antes de efetivamente doar sangue, os voluntários passam por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se estão aptos a realizar a doação. Quem tem entre 16 e 69 anos pode se candidatar como voluntário. Para os mais velhos, uma ressalva: só pode doar quem tiver feito a primeira doação até os 60 anos. Já os menores de 18 anos precisam de autorização de um responsável legal.

O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Caso tenha almoçado, deve aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Neste período de pandemia, pessoas que tiveram diagnóstico positivo para o novo Coronavírus (Covid-19) podem realizar a doação após 30 dias sem apresentar sintomas. Já as pessoas que estiverem com sintomas gripais não devem comparecer para doação.

 

Onde doar

-Hemocentro de Vitória

Endereço: Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe | Telefone: 3636-7920

 

-Unidade de Coleta de Sangue da Serra

Endereço: Avenida Eudes Scherrer Souza, s/nº (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva) | Telefone: (27) 3218-9429

 

-Hemocentro de Linhares

Endereço: Av. João Felipe Calmom, 174-298 – Centro | Telefone: (27) 3264-6000

 

-Hemocentro de Colatina

Endereço: R. Cassiano Castelo, 276 – Centro | Telefone: (27) 3717-2800

 

-Hemocentro de São Mateus

Endereço: Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington | Telefone: (27) 3767-7954

Comentários
Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe