The news is by your side.

Jovem tem alta 20 dias após acidente com táxi em Linhares

Três semanas depois do capotamento de um táxi que deixou duas pessoas mortas e quatro feridas, em Linhares, Região Norte do Estado, uma pessoa teve alta e outras duas continuam internadas. Monielly Pereira Costa, de 20 anos, saiu do hospital nesta quarta-feira (30), após 20 dias de internação. Seu namorado, Leonardo Gama Pinto, de 27 anos, respira com ajuda de aparelhos, e Ivaneide Ferreira Souza, de 48 anos, saiu do Centro de Terapia Intensiva (CTI) e está no quarto.Jovem tem alta 20 dias após acidente com táxi em Linhares 3

Segundo amigas de Monielly, a jovem ficou 13 dias em coma e uma semana no quarto. Ao sair do Hospital Rio Doce, na tarde desta quarta-feira, ela estava apenas com um pé enfaixado. Monielly não se lembra do que aconteceu no momento do acidente. Ela deve visitar o namorado, que está internado no Hospital Geral de Linhares (HGL), nesta quinta-feira (31).

Familiares de Leonardo disseram para a TV Gazeta Norte que ele respira com a ajuda de aparelhos, mas está consciente. O rapaz ainda não fala, mas responde a perguntas com acenos.

Já Ivaneide saiu do CTI e está no quarto, em processo de recuperação, de acordo com a diretoria do Hospital Rio Doce.

O ACIDENTE

O acidente aconteceu no último dia 10, por volta do meio-dia. O táxi seguia pela Rodovia ES 248, próximo ao trevo da Lagoa Nova, quando um pneu teria estourado e o condutor perdeu o controle da direção. O veículo bateu no meio-fio e capotou.

Havia seis pessoas no automóvel. Carlos Alberto de Jesus, de 44 anos, e Rayanne Gonçalves, de 24 anos, morreram na hora. Já Monielly, Leonardo e Ivaneide foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e por uma ambulância municipal, e foram levados para hospitais da região.

O CONDUTOR
Quem conduzia o táxi era o mecânico Marcelo Vieira. Ele alegou que ficou desacordado em um pasto, ao lado da rodovia, e teria sido socorrido horas depois, no início da noite, por sua mãe. Marcelo foi internado no Hospital Rio Doce, onde passou por uma cirurgia na perna, que fraturou no acidente.

No entanto, o Corpo de Bombeiros informou, no último dia 17, que as investigações indicam que o mecânico pode ter saído do local antes da chegada do socorro

Ainda segundo os bombeiros, não há informações que comprovem, até o momento, que Marcelo foi deixado no local sem atendimento. O caso foi encaminhado à Polícia Civil e todas as responsabilidades são apuradas.

O mecânico prestou depoimento na Delegacia Regional de Linhares no último dia 18. Ele foi ouvido pelo delegado Romel Pio de Abreu Júnior.

POLÍCIA CIVIL
Procurada pela reportagem, a Polícia Civil informou que o inquérito policial está em andamento na Delegacia de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Linhares.

“Estão sendo realizadas as diligências investigativas cabíveis e todos os envolvidos e testemunhas serão ouvidos dentro do prazo legal. O condutor do veículo já prestou depoimento, e os demais envolvidos continuam hospitalizados. Apenas após a conclusão das perícias e das oitivas será possível divulgar qualquer novo posicionamento”, finaliza a nota da PC.

você pode gostar também
Comentários
Loading...