The news is by your side.

Investimentos e parcerias fortalecem ações voltadas para a agricultura familiar capixaba

Incaper contribui para o fortalecimento da agricultura familiar do Espírito Santo.

 

O ano de 2019 foi para semear novos rumos para o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). As ações realizadas ao longo do ano florescem expectativas de uma farta colheita: bons resultados voltados para a agricultura familiar do Espírito Santo devem surgir pelos próximos meses.

O Incaper atendeu em 2019, sem repetição, mais de 43 mil pessoas entre agricultores familiares, quilombolas, assentados, indígenas, pescadores e outros públicos. As mulheres e os jovens rurais receberam atenção especial. O trabalho integrado de pesquisa, assistência técnica e extensão rural prestado pelo Incaper contribuiu na diversificação das culturas, nas ações de preservação do meio ambiente, no acesso a políticas públicas e a novas tecnologias.

Um total de 49 projetos de pesquisa foram aprovados em 2019. Por meio deles, foram captados mais de R$ 3 milhões para o desenvolvimento de pesquisas agropecuárias no Espírito Santo. Os resultados de outras pesquisas realizadas pelo Incaper são disponibilizados aos agricultores e também apresentados em artigos científicos, capítulos de livros e outras publicações.

Outra ação importante foi a retomada do diálogo e o fortalecimento de parcerias institucionais. “Melhoramos a interlocução com os Governos Federal, estadual e municipais, o que fortaleceu a nossa instituição e, consequentemente, fortaleceu também o desenvolvimento rural capixaba. Muitos braços contribuíram para a retomada das ações de reestruturação do Incaper como: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Fundagres, as bancadas estadual e federal, prefeituras, empresas e instituições”, disse o diretor-presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado.

Tais ações vão propiciar uma melhoria significativa no atendimento prestado pelo Incaper, garantindo mais agilidade na promoção de soluções tecnológicas e sociais por meio de ações integradas de pesquisa, assistência técnica e extensão rural. Desta maneira, o Incaper contribui para o fortalecimento da agricultura familiar do Espírito Santo.

Eventos

Importantes eventos marcaram a atuação do Incaper em 2019. Centenas de Dias de Campo foram realizados, a fim de disponibilizar informações técnicas a agricultores familiares, técnicos, estudantes e outros interessados. Foram realizadas ainda outras grandes entregas ao longo do ano:

–  Projeto HorizontES em Extensão: O Incaper organizou uma comitiva, formada por representantes de diversos órgãos públicos, que percorreu cerca de três mil quilômetros com o objetivo de mostrar 11 experiências de relevância para o desenvolvimento rural sustentável. Mais de 500 pessoas, representando toda a diversidade da agricultura capixaba, estiveram no Palácio Anchieta, em Vitória, durante a solenidade de encerramento do Projeto.

– Lançamento da Colheita do Café Conilon: A 12ª edição do evento foi realizada no município de Águia Branca, e contou com a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina. Cerca de 2.500 pessoas participaram do evento.

– Lançamento da Cultivar ‘Conquista ES8152’: A cultivar melhorada de café conilon propagada por semente foi desenvolvida pelo Incaper em atendimento aos anseios dos cafeicultores capixabas de base familiar na busca por plantas mais resistentes à seca, mais produtivas e de qualidade. O evento reuniu cerca de 800 participantes.

– X Simpósio de Pesquisa dos Cafés do Brasil: com o tema “Pesquisa, Inovação e Sustentabilidade dos Cafés do Brasil”, o evento promovido pelo Consórcio Pesquisa Café por intermédio Incaper e da Embrapa Café reuniu mais de 410 trabalhos técnico-científicos e atraiu cerca de mil participantes.

– Semana Internacional do Café (SIC): Na premiação Coffee of the Year, o Espírito Santo conquistou o primeiro lugar na categoria conilon e o segundo lugar na categoria arábica. Cafeicultores capixabas também se destacaram em outras premiações. Ao todo, 10 agricultores capixabas obtiveram posição de destaque no evento.

Investimentos financeiros

Os repasses financeiros para a reestruturação do Incaper deram um novo fôlego à instituição e serviram de motivação para os servidores. Em 2019, o Governo do Estado autorizou a liberação de R$ 3,2 milhões para reequipar o Incaper. Além disso, a bancada capixaba em Brasília aprovou uma emenda no valor de R$ 6 milhões para o Espírito Santo. O instituto recebeu também uma emenda individual de R$ 2 milhões.  Outro recurso no valor de R$ 1 milhão foi destinado via Asbraer pelo Ministério da Agricultura, pecuária e Abastecimento (Mapa).

Os investimentos foram autorizados num momento extremamente oportuno. Nos últimos cinco anos, houve uma queda acentuada nos valores de recursos repassados ao Incaper, o que impôs uma fragilidade na execução das ações do Instituto. Entre 2013 e 2018 houve uma redução de 37,3% no número de pessoas assistidas pelo Incaper. Em 2014, o Instituto recebeu cerca de R$ 1,1 milhão para ser aplicado em investimentos. Nos dois anos seguintes, este valor caiu para apenas R$ 10 mil por ano. Em 2017, o valor repassado foi de R$ 107.992,00 e em 2018, passou para R$ 108 mil.

“Dez mil reais por ano é um valor insuficiente para a manutenção da infraestrutura física e tecnológica mínima necessária ao funcionamento das unidades de atendimento do Incaper. As entregas que nossos servidores fazem são valorosas, transformam a vida das pessoas e são parte importantíssima da economia do nosso Estado”, pontuou Antônio Carlos Machado.

O secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, acrescentou: “O Incaper é um órgão que lança grandes resultados, impulsionando fortemente o desenvolvimento da nossa agricultura, e merece estar sempre bem aparelhado para que tenha a possibilidade de continuar fazendo pesquisa, assistência técnica e extensão rural com excelência”, afirmou.

Veículos e infraestrutura

Foi elaborado um planejamento para adequação e modernização da infraestrutura física e tecnológica do Incaper. As ações foram propostas para serem desenvolvidas entre os anos de 2019 e 2023.

Foram adquiridos 48 veículos e mais de 200 computadores. As ações têm por objetivo propiciar condições adequadas aos técnicos na execução das atividades de pesquisa, assistência técnica e extensão rural. Esta melhoria possibilita a ampliação dos atendimentos aos agricultores familiares capixabas, gerando resultados positivos para o desenvolvimento socioeconômico sustentável do Estado.

Unidades do Incaper em 77 municípios capixabas, além da sede, serão reestruturadas, reduzindo custos com a prestação e a manutenção dos serviços. Desta maneira, o Incaper assegura a eficiência operacional, transparência e segurança da informação, imprimindo mais agilidade em sua atuação.

Os serviços de manutenção da infraestrutura de apoio à pesquisa e à transferência de tecnologia foram reiniciados em várias unidades. Na primeira etapa foram contempladas seis Fazendas Experimentais do Incaper onde são desenvolvidos experimentos relacionados à cafeicultura: Sooretama, Linhares, Marilândia, Mendes da Fonseca, Bananal do Norte e Venda Nova do Imigrante.

Secadores, terreiros, estufas, viveiros e outras estruturas de colheita e pós-colheita receberão manutenção. Os serviços melhoram as condições das estruturas já existentes nestas unidades, contribuindo com o desenvolvimento das pesquisas científicas e, consequentemente, melhorando ainda mais a entrega das tecnologias aos agricultores familiares do Espírito Santo.

Os Escritórios Locais de Desenvolvimento Rural (ELDR) de Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Mimoso do Sul, Muqui e Alegre foram contemplados com serviços de manutenção da infraestrutura. Outras unidades do Incaper também serão beneficiadas em outra oportunidade.

você pode gostar também
Comentários
Loading...