Seu portal de Notícias do Norte

Governo do Estado entrega 40 novos leitos de UTI no Hospital Dório Silva

Governador entrega leitos de UTI no Hospital Estadual Dr. Dório Silva, na Serra. 

 

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã do último sábado (26), a entrega de 40 novos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) no Hospital Estadual Dr. Dório Silva, na Serra. São leitos destinados à Rede de Urgência e Emergência capixaba. O investimento do Governo do Estado para a ampliação dos leitos foi de R$ 6,4 milhões.

“Estamos entregando 40 leitos de UTI para o Dório Silva. Antes de iniciar essa ampliação, que aconteceu em especial por conta da pandemia, o hospital tinha 165 leitos e agora chega a 229 leitos. Desses, 94 leitos são de UTI. Quando inauguramos o Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves em nosso primeiro mandato, acharam que iríamos fechar o Dório Silva, mas hoje estamos investindo cada vez mais. O Dório Silva é um exemplo da ação que tomamos ao optar por investir na rede pública ao invés da instalação de hospitais de campanha. Os leitos abertos vão ficar de legado para a sociedade capixaba”, pontuou o governador Casagrande.

As obras no hospital começaram em março deste ano, durante o processo de reorganização da rede de Atenção à Saúde, por meio do “Programa Leitos Para Todos”. As melhorias transformaram o Dório Silva em uma das unidades de referência ao atendimento do novo Coronavírus (Covid-19), com 121 leitos destinados à doença.

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, falou sobre a utilização dos novos leitos após a pandemia. “Com o novo cenário da pandemia no Estado e a diminuição de casos diários, internações e óbitos, junto ao início do processo de migração de leitos, realizado pela Secretaria da Saúde, a unidade hospitalar passa por uma reorganização do perfil, com atendimento voltado às demandas por agravos da Rede de Urgência e Emergência”, observou.

Atualmente, o hospital conta com 120 leitos clínicos, 15 de semi-intensivo e 94 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), totalizando 229 leitos.

“É um movimento planejado para o retorno das demandas de doenças não Covid-19. A migração de leitos vem acontecendo inicialmente nos hospitais da rede própria, o que nos permite, nesse cenário, observar a tendência da pandemia no Estado e, em caso de uma nova incidência de contaminação pela Covid-19, possamos retomar os leitos da doença”, explicou a subsecretária de Estado de Atenção à Saúde, Quelen Tanize Alves da Silva.

Comentários
Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe