The news is by your side.

Empresa de proteína anuncia expansão de atividades no norte do Espírito Santo

Empresa anunciou investimento durante videoconferência.

 

O setor avícola vai ganhar um impulso na região norte do Espírito Santo. Nesta quarta-feira (13), a empresa Proteinorte anunciou investimento de cerca de R$ 25 milhões na expansão e modernização do abatedouro e na implantação de uma fábrica de ração no município de Linhares. A novidade foi comunicada durante videoconferência com o governador Renato Casagrande. O investimento vai gerar até 150 novos empregos na região no segundo semestre deste ano.

A operação conta com financiamento de R$ 10,5 milhões do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). Os investimentos têm o objetivo de melhorar a qualidade da ração que a empresa já produz, aumentando a capacidade de 16 para 30 toneladas de ração por hora. A empresa, que está entre as dez melhores de abate de frango do Brasil, pretende que a qualidade da ração produzida e seu valor nutricional tenham uma melhora, resultando em ganho na produtividade do frango na granja.

Parte das obras já está em andamento, devendo ser entregue até outubro e a conclusão deve acontecer no primeiro semestre de 2021. A iniciativa faz parte de um projeto maior de investimentos em expansão que a Proteinorte vem implantando desde 2007. Com o abatedouro, a capacidade de abate passará de 55 mil para 75 mil frangos por dia, podendo, inclusive, dobrar esse volume com a ampliação de turnos de funcionamento.

Fundada em 1976 e investindo em modernização de seu parque industrial, a Proteinorte oferece ao mercado produtos através das marcas Kifrango e Xiken. Hoje, com 800 empregados, a empresa vem se preparando para o aumento crescente da demanda, funcionando como um elo na cadeia avícola, integrando produtores, beneficiadores, distribuidores até a venda do produto pronto para o consumidor final.

Para o governador Renato Casagrande, o Espírito Santo se tornou um ambiente seguro para investimentos, que proporcionam a geração de renda e empregos. “Importante que possamos ter empresas que gerem empregos diretos e indiretos em nosso Estado. A solidez fiscal do Espírito Santo é um atrativo que traz segurança a quem busca investir nesse momento de crise mundial. A ampliação da Proteinorte mostra como o Estado temse dedicadoà geração de emprego e renda. Vamos continuar trabalhando para criar oportunidade aos capixabas”, disse.

O diretor-presidente do Bandes, Maurício Cézar Duque, afirmou que projetos aglutinadores deste tipo justificam a missão de desenvolvimento do banco. “É esse tipo de investimento que buscamos, porque são cadeias que agregam valor não só ao produto gerado, mas a todo um segmento de produção, que traz o desenvolvimento de um setor específico e de uma região do Estado, permitindo que haja uma dinâmica local que se sustente e que podemos ver concretamente trazendo resultados”, observou.

O diretor superintendente da empresa, Elder Marim, destacou que a Proteinorte Alimentos vem recebendo apoio do Bandes nos últimos 40 anos. “Os projetos de ampliação apresentados ao banco são prontamente analisados e orientados. Com esse apoio, a empresa conseguiu incrementar sua estrutura ao longo dos anos, gerando empregos e produzindo alimentos para o povo capixaba”, lembrou.

De acordo com o diretor Administrativo Financeiro da Proteinorte, Fernando Marim, a empresa vem se preparando para o aumento da demanda. “Estamos aprimorando a qualidade dos nossos produtos e garantindo melhorias constantes no processo produtivo, que vão nos ajudar a conquistar novos mercados. A empresa iniciou seu projeto de modernização, ampliação e diversificação de sua planta industrial que permitirão acompanhar o mercado com qualidade e eficiência”, explicou.

Este é o segundo investimento a ser anunciado na região esta semana, mostrando que o Governo do Estado vem buscando alternativas de viabilidade econômica pensando no longo prazo.

O secretário de Estado de Desenvolvimento, Marcos Kneip, ressaltou a importância do anúncio para o fortalecimento da cadeia produtiva local. “Tanto os empresários locais quanto os que estão chegando ao Estado, neste momento, demonstram com as ampliações e novos investimentos, a confiança que depositam no Espírito Santo e atestam o bom ambiente de negócio que temos. Com isso, vamos diversificando cada vez mais nossa matriz econômica e consolidando a importância do Estado no cenário econômico nacional”, pontuou.

Integração

O sistema de integração da cadeia produtiva de frango de corte conta com a parceria entre a agroindústria (integrador) e o integrado (avicultor). A avicultura vem crescendo como atividade econômica no Brasil nas últimas décadas e, especialmente, no Estado. Desde seu surgimento e aperfeiçoamento para fins comerciais, a atividade vem desenvolvendo técnicas aprimoradas nos campos genético, operacional e de planejamento que hoje possibilitam ao país o alcance de patamares de liderança.

O setor traz vantagens para todos os envolvidos: para o avicultor integrado, que tem garantia de fornecimento de aves previamente definida, acesso à tecnologia e a insumos por parte da integradora (ração, pintos de um dia, produtos veterinários, além de outros), reduzindo as exigibilidades de custeio para o produtor; e para a agroindústria, que consolida a regularidade da oferta e da qualidade de aves, fortalecendo o setor e possibilitando a concentração de investimentos no processo produtivo.

você pode gostar também
Comentários
Loading...