The news is by your side.

DESENHO DAS ELEIÇÕES DESTE ANO EM MONTANHA, MUCURICI E PONTO BELO

Poucas vezes na história da política do norte capixaba as eleições municipais contaram com tantos pré-candidatos jovens, com pouca ou nenhuma experiência de gestão pública, mas de conhecimento técnico e que não possuem condenações ou processos penais, administrativos e
civis.

Apesar do alento que esses novos políticos trazem para as duras realidades dos tradicionais currais eleitorais da região, a maioria contará com o apoio irrestrito de políticos já consagrados que, apesar dos desgastes partidários, são representantes natos de uma parcela significativa do eleitorado.

MONTANHA

Em Montanha, por exemplo, o pré-candidato André Sampaio (PSB), caso confirmado na convenção municipal, enfrentará a poderosa e burocrática máquina pública, que permite a atual gestão construir uma base forte e plural. Todavia, André possivelmente contará com apoio do ex-prefeito Hércules Favarato e, sendo do mesmo partido, do governador Renato Casagrande.

Sampaio  possui conhecimento técnico em gestão e administração, já que administrou o polo do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). Ademais, o pré-candidato dá coro às insatisfações do montanhense distante dos meandros da política local.

MUCURICI

Em Mucurici, o jovem vereador Gabriel Ferreira (PP) enfrentará o ex-prefeito Atanael Wagmacker (MDB). Tendo administrado a cidade em épocas de vacas gordas em que o Espírito Santo cresceu expressivamente graças às exportações e divisão dos royalties de petróleo, Wagmacker moveu e move o coração de muitos cidadãos. Todavia, as duas últimas derrotas, a reprovação das suas contas pela câmara e os processos judiciais e administrativos que enfrentou colocam à prova sua hegemonia.

Ferreira é advogado, especialista em Direito e vereador. O seu conhecimento jurídico e aceitação pelas lideranças estaduais podem representar uma gestão menos oxidada e mais atrativa para a iniciativa privada. A sua maior missão, entretanto, será confirmar uma antiga e namorada parceria com o Partido Socialista Brasileiro (PSB), sobretudo com o consagrado vereador Bolota (PSB), que há décadas representa o distrito de Itabaiana e marcou história
como presidente da câmara.

PONTO BELO

Ponto Belo conta com três pré-candidatos para a prefeitura: Roze Guese (PDT), Jaiminho Ferreira (PSB) e Márcio Garcia (MDB). Guedes representa a atual gestão e deve lutar pelo voto feminino, além de reafirmar o discurso de uma trajetória sem escândalos políticos. Realidade similar de Atanael Wagmacker, Jaiminho terá que convencer o eleitorado municipal de que os processos judiciais que enfrenta não prejudicarão o progresso da sua campanha e ser a melhor opção para os moradores dos distritos e zona rural. Por fim, Garcia deverá lutar pelos votos do distrito de Itamira esperando que a sede do município não dê uma
ampla margem de votos para qualquer candidato.

Independente das escolhas democráticas, os eleitos deverão gerir as inúmeras crises que o país enfrenta. Nesse sistema federativo em que municípios são verdadeiros pedintes, trabalhar para todos com estrita observância das leis, atrair a iniciativa privada e construir pontes demandam celeridade, segurança e técnica.

Italo Samuel Wyatt é  advogado, escritor, redator

político e membro da Academia de Letras
de Vila Velha.

você pode gostar também
Comentários
Loading...