The news is by your side.

Cresce número de transplantes de órgãos no Espírito Santo

O ano de 2019 foi marcado por muitas capacitações e cursos, a fim de aprimorar cada vez mais os processos de transplante.

 

O ano de 2019 termina positivo para muitos pacientes que estiveram na fila de transplantes de órgãos e conquistaram a chance de uma vida melhor. No Espírito Santo, o número de transplantes realizados entre janeiro e novembro deste ano aumentou 5% em relação ao mesmo período de 2018.

Segundo dados da Central de Transplantes do Espírito Santo (CET-ES), foram realizados, neste ano, 417 transplantes no Estado, sendo 211 transplantes de córnea, 95 de rim, 23 de fígado, 11 de coração, 17 de escleras e 60 transplantes de medula óssea autólogo. Já em 2018, de janeiro a novembro, o Estado realizou 393 transplantes.

Para a coordenadora do CET-ES, Maria Machado, os números mostram o resultado de um trabalho que vem sendo intensificado pela Central. “Foi um ano de muitas capacitações e de um esforço mútuo da equipe, assim como o entendimento dos familiares sobre a importância da doação de órgãos”, informou.

Além disso, houve um aumento em relação ao número de entrevistas familiares realizadas pelas Comissões Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT). Foram feitas 122 entrevistas em 2019, registrando um aumento de 56,4% em relação ao mesmo período de 2018, com 78 entrevistas.

Os dados, entretanto, poderiam ter outra realidade, ajudando ainda mais os 1.320 capixabas que aguardam por um transplante. Segundo Maria Machado, o maior obstáculo no Estado este ano foi a recusa familiar. “Tivemos um aumento de 11% de recusa em relação ao ano anterior. É um percentual que representa o total de 66 recusas familiares”, disse.

Para reverter esse cenário, a coordenação conta com capacitações das equipes de profissionais da rede de saúde durante todo o ano, para dialogar com as famílias e explicar sobre o processo de morte encefálica, além de fazer o atendimento humanizado e, assim, poder passar a mensagem de que a doação de órgãos pode salvar muitas vidas.

 

CET-ES em 2019: capacitações e cursos

e também das equipes responsáveis pelo acolhimento das famílias.

A Central Estadual de Transplantes do Espírito Santo ministrou o curso “Determinação de Morte Encefálica”, direcionado aos médicos que atuam em Unidades de Terapia Intensiva (UTI’s), de urgências e emergências. “Com a capacitação, os médicos estão aptos a conduzir o diagnóstico de morte encefálica, que poderá consolidar as ações para a doação de órgãos”, destacou Maria Machado.

Os profissionais das CIHDOTT e das instituições hospitalares do Estado realizaram atividades e palestras para profissionais de diversas áreas da saúde, além de estudantes de cursos superiores de biomedicina, enfermagem, fisioterapia e nutrição e para os alunos do Ensino Médio.

 

Setembro Verde

As atividades realizadas durante o mês de setembro foi mais uma alternativa de sensibilização para ampliar o “sim” para doação de órgãos. No Espírito Santo, a Lei Estadual 10.374/2015 incluiu no calendário oficial do Estado o “Setembro Verde”, como o mês de conscientização sobre a doação de órgãos.

De acordo com Maria Machado, o mês foi marcado por diversas atividades. “Durante o ‘Setembro Verde’, realizamos atividades de orientação para intensificarmos junto à sociedade civil, profissionais e estudantes da área de saúde a importância do diálogo com as famílias sobre o desejo de ser um doador”, pontuou.


Quero ser um doador de órgãos

No Brasil, a doação de órgãos só é realizada por meio da autorização familiar. Por isso, para ser um doador de órgãos, primeiramente avise à sua família. Converse sobre o seu desejo de doar e deixe claro para que ela autorize.

 

Hospitais que realizam transplantes no Espírito Santo

Existem no Estado sete serviços habilitados para a realização de transplante, sendo cinco deles por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e quatro particulares. No entanto, todo o processo de notificação, captação e doação de órgãos é feito pelo SUS.

– Hospital Meridional: coração, fígado e rins;

– Hospital Evangélico de Vila Velha: coração, rim e córnea;

– Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (Hucam): córnea;

– Centro de Cirurgia Ocular do Espírito Santo (Cecoes): córnea (procedimento por convênio particular);

– Instituto de Olhos do Espírito Santo (IOES): córnea (procedimento por convênio particular);

– Instituto Oftalmológico Santa Luzia: córnea (procedimento por convênio particular);

– Hospital Mata da Praia: córnea (procedimento por convênio particular).

Já os bancos de olhos que realizam a captação de córneas estão localizados no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (Hucam), que realiza a captação de córneas em Vitória e no Hospital Evangélico de Vila Velha, que faz a captação de córneas nos demais municípios do Espírito Santo.

 

você pode gostar também
Comentários
Loading...