Seu portal de Notícias do Norte

Câmara de Montanha aprova aumento de salários para prefeito e vereadores

Os vereadores de Montanha, no Norte do Estado, aprovaram um pacote de aumento de salários para membros do Legislativo e do Executivo municipal. As medidas foram lidas e votadas em sessão extraordinária realizada em 19 de dezembro. Os aumentos passam a valer em 1º de janeiro de 2021, ou seja, para os eleitos em 2020. Foram reajustados os vencimentos dos vereadores, do prefeito, do vice-prefeito e dos secretários municipais. Os projetos foram enviados para apreciação da prefeita do município.

Para os vereadores, o aumento é de 48%, passando dos atuais R$ 3,7 mil para R$ 5,5 mil, em 2021. Já o prefeito passará a ganhar R$ 12 mil por mês, 50% a mais que os R$ 8 mil pagos atualmente.

O próximo vice-prefeito também entrará no cargo recebendo mais. O salário será de R$ 5,5 mil, um reajuste de 37,5% em comparação com o valor pago ao atual, R$ 4 mil. O pacote também contemplou os secretários municipais, cujo salário terá o mesmo valor que o do vice-prefeito eleito em 2020. Atualmente, eles recebem a quantia de R$ 3 mil por mês, ou seja, será um aumento de 83%.

Só para pagamento dos nove parlamentares, a Câmara de Montanha vai gastar quase R$ 200 mil a mais por ano. Hoje, são gastos R$ 399 mil.

No caso do prefeito e vice-prefeito, serão necessários mais R$ 66 mil anualmente para custear os salários. Em 2019, foram pagos R$ 144 mil para os dois cargos. A partir de 2021, esse valor quitará apenas a remuneração do chefe do Executivo. A prefeitura ainda não informou qual será o impacto com o aumento do salário dos secretários municipais.

O vereador Alexandro Silva (DEM) diz que não participou da sessão e não sabia que os projetos seriam votados naquele momento. “Fiquei surpreso e revoltado. Diante de uma crise nacional, neste momento, poderíamos esperar. Por isso, diante da Lei, irei analisar para entrar com o pedido para que a prefeita possa vetar esses projetos”, comentou.

Os projetos foram aprovados com sete votos a favor. As medidas precisam passar pela sanção da prefeita de Montanha. No entanto, por meio de nota, a prefeitura informou que os projetos sobre os reajustes ainda não chegaram ao Executivo para apreciação da prefeita Iracy Carvalho Baltar (DEM). Cabe a ela decidir se sanciona ou veta os aumentos. A reportagem tentou mas não conseguiu contato com o presidente da Câmara de Montanha, o vereador Theodoro José de Souza (PTB).

AUXÍLIO PARA MÉDICOS
Na mesma sessão em que os vereadores votaram os aumentos de salário para membros do Legislativo e do Executivo Municipal,  também foi aprovada concessão de auxílio alimentação no valor de R$ 3,5 mil para médicos que atuam no programa de Estratégia de Saúde da Família (ESF) na cidade. Esse projeto também precisa ser sancionado pela prefeitura de Montanha.

Comentários
Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe