BPMA flagra a exploração ilegal de recursos minerais em Guriri
BPMA flagra a exploração ilegal de recursos minerais em Guriri

Nesta quarta-feira (13), policiais militares da 3ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) atenderam uma denúncia anônima de exploração ilegal de mineral no bairro Mariricu, em Guriri/São Mateus.

No local, os militares flagraram uma pá carregadeira transportando areia para um caminhão, uma escavadeira e outros dois caminhões com terra. Todos foram abordados e as atividades foram paralisadas para a apresentação da licença ambiental.

A equipe foi informada que o empreendimento pertencia a uma grande empresa loteadora capixaba que atua em São Mateus, fato confirmado por engenheiros da empresa. Os documentos apresentados não acobertavam o recebimento da terra nem a extração de areia.

O FILHO DO VEREADOR

Betinho foi abordado fazendo o transporte ilegal do mineral

Betinho filho do Vereador Carlos Alberto, foi abordado fazendo o transporte ilegal do mineral. Segundo informações da polícia, o mesmo tentou fugir do local quando avistou a viatura da BPMA. Betinho foi levado para Polícia Federal para presta depoimento.

O Crime

Foi configurada a exploração ilegal de mineral, areia e terra, com infringência do Artigo 2º da Lei Federal 8.176/1991 (Usurpação de bem da união), Artigo 55 (extração de recurso mineral sem licença) e Artigo 60 (obra e serviço potencialmente poluidor) da Lei 9.605/1998 (Lei de Crimes Ambientais).

O comandante da 3ª Cia do BPMA, capitão Fabrício Pereira Rocha, ressalta que os bens existentes no subsolo pertencem a União, além de toda atividade que utilize recursos do meio ambiente é passível de licenciamento, cabendo as pessoas físicas e jurídicas se munirem da anuência dos órgãos ambientais sob pena de responsabilização penal e administrativa.

DENUNCIE!

O BPMA atua diuturnamente em defesa da vida e do meio ambiente, contando sempre com a participação da população através do telefone 181 (disque-denúncia), pelo site [email protected] e ainda pode orientar a população pelo 3767-7611.

Deixe aqui sua opinião: