Seu portal de Notícias do Norte

Ação promove mapeamento de projetos culturais com ênfase no Desenvolvimento Sustentável

O objetivo do mapeamento é destacar o Espírito Santo como um local atento aos desafios da Agenda 2030.

 

A gerência de Economia Criativa (Gecria) da Secretaria da Cultura (Secult) está trabalhando em parceria com o Programa Metuia, do Departamento de Terapia Ocupacional da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura da Universidade do Minho, em Portugal, para a realização do projeto “Cultura e Desenvolvimento: Projetos culturais e a Agenda 2030”. A proposta tem por objetivo mapear projetos culturais de profissionais e organizações do setor cultural que atendam às diretrizes de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

A Agenda 2030, constituída por 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), desdobrados em 169 metas, é um contrato social mundial, com o objetivo de resolver diversas necessidades da população em prol do desenvolvimento social, econômico e ambiental.

 O processo de identificação de projetos culturais deve ser efetuado por meio do preenchimento voluntário do formulário neste LINK, que vai categorizar e mapear os projetos em função de um conjunto de parâmetros.

Saiba mais sobre a ação e a Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU) por meio do LINK 

De acordo com a gerente de Economia Criativa (Gecria) da Secult da Secretaria da Cultura, Lorena Louzada, “a Secult quer contribuir com esse mapeamento e, por isso, incentiva o preenchimento e o envio das informações acerca dos projetos culturais realizados no Estado. O objetivo é destacar o Espírito Santo como um local atento aos desafios da Agenda 2030”, enfatiza .

E-mails para mais informações:

POLObs ([email protected]) ou o coordenador do estudo (Manuel Gama: [email protected]).

 

Comentários
Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe